Após ter a confirmação de que um servidor estava com covid-19, o presidente da Câmara de Vereadores de Umuarama, Fernando Galmassi, optou por transferir todos os servidores para o sistema home office (trabalho remoto).

A recomendação foi feita pelo COE (Centro de Operações de Enfrentamento à Covid-19), após analisar que ao menos 15 servidores que atuam no terceiro piso da Casa tiveram contato com o caso confirmado. Mais quatro pessoas já estavam em isolamento domiciliar. Todos os servidores atuam em funções administrativas.

Galmassi detalhou que a opção pelo afastamento garante a segurança de todos. “Os servidores devem ficar à disposição do Poder Legislativo durante todo o período necessário. Eles também podem ser convocados para qualquer atividade presencial. O serviço em home office permanece até a conclusão dos exames.

Compartilhe: