Os paranaenses podem participar ativamente das atividades da Semana do Meio Ambiente, comemorada no início de junho, contribuindo com sugestões de ações e exemplos de boas iniciativas nesta área. A iniciativa é do Governo do Paraná, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

A participação se dará por meio de um formulário on-line. A proposta é que sejam enumeradas iniciativas que são realizadas e sugestões de ações que podem acontecer nos municípios. As ideias devem ser enviadas até o dia 7 de maio. Elas serão avaliadas e podem aparecer nas redes sociais entre os dias 31 de maio e 05 de junho.

A ação pode ser individual ou em grupo, envolvendo resíduos sólidos, água, flora, fauna, energia limpa, limpeza de áreas, ou até mesmo mudanças climáticas e educação ambiental. De acordo com o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, as políticas públicas para a pasta no Paraná são direcionadas para o equilíbrio entre o desenvolvimento e geração de emprego e o cuidado e recuperação do meio ambiente.

“O meio ambiente é tudo o que versa sobre a vida na terra, um setor amplo onde muita coisa é importante. Porém, quatro ações são fundamentais: educação ambiental, fiscalização, preservação e recuperação da flora e da fauna”, disse.

COMO PARTICIPAR – Os interessados devem preencher as informações aqui. É possível anexar documentos, fotos e vídeos com as iniciativas e sugestões. Os vídeos devem ser gravados na horizontal e ter, no máximo, um minuto de duração. Dúvidas podem ser enviadas ao e-mail comunicacao@sedest.pr.gov.br.

SEMANA DO MEIO AMBIENTE – A comemoração acontece mundialmente na primeira semana de junho. O objetivo é conscientizar as pessoas e organizações sobre a necessidade crescente de cuidar do meio ambiente.

A data foi estabelecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1972, na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, que ocorreu em Estocolmo, Suécia. No Brasil, esse período foi estabelecido em 1981, através do Decreto nº 86.028.

Segundo o diretor de Políticas Ambientais da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Rafael Andreguetto, a participação da sociedade é também uma possibilidade de cada indivíduo ter a percepção de sua responsabilidade e de se tornar um agente de mudança, apoiando formas de desenvolvimento justo e sustentável.

“Para sabermos as demandas e exemplos de ações que ocorrem nos municípios, nada melhor do que ouvir quem vive nas cidades. São eles os mais impactados pelas ações locais. Mas também buscamos, com isso, trabalhar a conscientização das pessoas ao se tornarem protagonistas das suas ações”, afirmou.

Compartilhe: