O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, e a secretária municipal de Assistência Social, Izamara Amado de Moura, apresentou na manhã desta terça-feira (4) o Projeto Transferência de Renda Municipal, que está sendo elaborado pelo município e deve ser submetido à apreciação da Câmara de Vereadores nos próximos dias.

O projeto tem foco nas famílias integrantes do Cadastro Único, classificadas em situação de pobreza ou extrema pobreza, tendo por base experiências bem-sucedidas de outros municípios paranaenses, como Rolândia, Cianorte e Ponta Grossa.

De acordo com Pozzobom, neste momento serão atendidas as famílias que declararam não possuir nenhuma renda familiar durante a inclusão no CadÚnico, atualizado entre junho de 2020 e abril deste ano (que reúne 2.108 cadastros). Com estes filtros, foram listadas 1.488 famílias dentro do perfil do programa.

Além de apresentar o programa, a reunião serviu para ressaltar a importância da atuação conjunta entre o município e as entidades. “O objetivo é combater a fome, que vem ameaçando cada vez mais famílias com o prolongamento da pandemia. Precisamos saber quem as entidades já atendem com cestas básicas ou outro auxílio para focarmos nas famílias ainda desassistidas, estendendo o alcance do benefício social ao maior número de pessoas”, explicou Pozzobom.

“Atenderemos famílias em situação de vulnerabilidade social com cestas básicas, que serão acompanhadas pelos centros de referência da Secretaria Municipal de Assistência Social. É importante que as famílias tenham as informações em dia no Cadastro Único e, caso haja necessidade, a equipe da secretaria entrará em contato”, orientou a secretária Izamara de Moura.

A previsão é que o auxílio esteja disponível a partir de junho, com duração de três meses. As famílias receberão cartões para realizar compras nos mercados e mercearias cadastradas, na sede e nos distritos. “Os beneficiários poderão comprar alimentos, material de limpeza, higiene pessoal e gás de cozinha. Bebidas e cigarro estão vetados. O valor estimado é de R$ 150 mensais”, explicou o prefeito.

O município dispõe de recursos próprios e devoluções de parte dos repasses feitos à Câmara. “É importante a participação do Legislativo, que vem economizando recursos mês a mês e vai participar do programa devolvendo essas economias”, destacou Pozzobom.

IMPOSTO DE RENDA

O controlador interno do município, Daniel Dutra de Souza, lembrou que pessoas físicas e jurídicas também podem contribuir com o trabalho das entidades assistenciais de Umuarama com a doação de parte do Imposto de Renda devido – até 6%, em caso de contribuinte pessoa física e 1% em caso de empresas. “Se houver a opção pela doação de parte do imposto que deve ser pago ao governo, esses recursos beneficiarão diretamente as nossas entidades. Basta informar o interesse pela doação aos conselhos da Criança e do Adolescente ou dos Direitos do Idoso, na Secretaria Executiva dos Conselhos – fone (44) 3906-1092”, explicou.

Compartilhe: