A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recomendou a suspensão imediata da imunização, com a vacina da AstraZeneca/Fiocruz, de gestantes no Paraná. A decisão foi baseada em indicação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ocorrida na noite desta segunda-feira (10).

Segundo a agência, é preciso haver uma investigação sobre possíveis efeitos adversos em gestantes. A Secretaria de Saúde de Umuarama também emitiu nota sobre a suspensão da vacinação, relatando que vai aguardar nova orientação do Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde e da Sesa.

Ainda de acordo com a Anvisa, a suspensão não afeta a vacinação das puérperas (mulheres no período pós-parto, até 45 dias após o nascimento dos bebês) com comorbidades, que também se inicia nesta terça-feira (11).

A Anvisa orienta ainda que gestantes só tomem a vacina com recomendação médica. A agência já enviou um ofício ao Ministério da Saúde, que reavalia o caso de vacinação contra a covid-19 em grávidas sem comorbidades. A agência não explicou o que, exatamente, motivou a decisão.

Compartilhe: