Um pedido de intervenção estadual no setor de Saúde de Umuarama foi aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores hoje (14). O documento, apresentado de forma independente por cidadãos umuaramenses, pede que o Estado tome providências sobre os possíveis desvios de verbas do Fundo Municipal de Saúde.

O requerimento, assinado por Odhacio Ramajhal Batista, Flávia Silva de Azevedo, Roberto Rodrigues e Sander Henrique Freitas, teve tramitação votada de forma ‘urgente urgentíssima’ pelos parlamentares e, agora aprovado, será enviado ao Procurador Geral de Justiça do Paraná.

De acordo com o empresário Odhacio Ramajhal Batista, o pedido de intervenção é uma forma de apelar para que o Estado providencie, dentre outras coisas, mais médicos para atendimento à população e mais vagas de UTIs e enfermarias Covid.

“Estamos falando em nome da sociedade umuaramense. Estamos clamando por justiça, para que a Constituição Estadual seja cumprida nos pontos em que fala sobre ao dever do município de prestar serviços de qualidade na saúde”, resumiu.

Ele acrescenta que, caso o Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, não tenha condições de disponibilizar mais médicos neste momento “de extrema urgência”, deve solicitar socorro do Ministério da Saúde. “O Governo Federal já declarou que avalia reabrir hospitais de campanhas, podendo inclusive utilizar da estrutura do Exército Brasileiro, que depende de habilitação do Estado”, observou.

O documento agora, depois de aprovado no plenário da Câmara de Vereadores, será encaminhado à PGJ-PR, que ficará encarregada de dar prosseguimento ou não ao requerimento.

Compartilhe: